G

Graça Armando

Belo Horizonte (MG)
0seguidor3seguindo
Entrar em contato

Principais áreas de atuação

Direito Penal, 25%

É o ramo do direito público dedicado às normas emanadas pelo Poder Legislativo para reprimir os d...

Direito Processual Penal, 25%

É o ramo de estudo tradicionalmente voltado à a atividade de jurisdição de um Estado soberano no ...

Direito Processual Civil, 25%

É o conjunto de princípios e normas jurídicas que regem a solução de conflitos de interesses por ...

Direito Constitucional, 25%

É o ramo do direito público interno dedicado à análise e interpretação das normas constitucionais...

Comentários

(11)
G
Graça Armando
Comentário · há 6 anos
Tenho lido muitas discussões sobre o sacrifício de animais nas religiões de origem africana, e percebo que as pessoas citam unicamente a Constituição Federal, em defesa do ritual. Assim, gostaria de sugerir a quem se interessar, a leitura da tese de mestrado em Direito Ambiental de Nicanor Henrique Netto Armando, Faculdade Dom Helder Câmara/BH, "APONTAMENTOS SOBRE A (IN) CONSTITUCIONALIDADE DO ART. 32 DA LEI N. 9.605/1998..." que trata exatamente do assunto, fornecendo subsídios jurídicos e legais, que vão além da mera inviolabilidade da liberdade de consciência e de crença.

Outra coisa: Já vi artigos ruins, sem pé, nem cabeça, mas esse aí "tira campeão" como dizia um peão de minha fazenda.
G
Graça Armando
Comentário · há 6 anos
Depois que deixei a advocacia, após 35 anos de intenso trabalho, resolvi me isolar do mundo, porque cansei, mas cansei mesmo, não de viver, mas de conviver. Assim, lá uma vez ou outra, acesso o Thunderbird, onde recebo mensagens, e perco alguns minutos deletando tudo, afora as que me são enviadas pelo JusBrasil, que guardo numa pasta, após ler os títulos das publicações, para que algum dia, quem sabe, eu me anime a ler em sua integralidade. Somente quando algum artigo me chama a atenção, é que resolvo abrir, e os do Prof. Flávio Gomes são os que mais me interessam,. pela sinceridade e sobriedade de suas argumentações. Mas, sinceramente, o que ele vem expondo e combatendo em vários artigos, não me surpreende. Há anos atrás, quando Milton Campos faleceu, minha sogra me disse que o Brasil ficara órfão, porque perdera seu último líder. Perguntei a ela: por que? Há, minha filha, um país sem um líder honesto e honrado, é um país sem futuro. Achei engraçada a resposta, e argumentei que político é o que não faltava, com centenas deles, de norte a sul, e perguntei-lhe, novamente: - será que, nesse meio, não teria mais nenhum, capaz de substituir o morto, nem os seus descendentes, que certamente serão políticos também? - Acho que não, ela disse, espere e verá. Lamentavelmente, ela estava certa. Nosso país tem um líder honesto e honrado, efetivamente, isento de toda e qualquer mácula, inclusive, com força de convencimento, capaz de conduzir os que erraram ao caminho do bem, e de convencer os que nunca erraram a não trilhar o caminho do mal? Se alguém puder me responder, ficarei agradecida, porque o futuro de meu país não me interessa mais, mas interessa a meus filhos, e eu me preocupo com o futuro deles, nesse malsinado país-do faz-de-conta.

Perfis que segue

(3)
Carregando

Seguidores

Carregando

Tópicos de interesse

(27)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros advogados em Belo Horizonte (MG)

Carregando

Graça Armando

Entrar em contato